CONHECIMENTOS ATUAIS,GERAIS, RELIGIOSOS, ETC
4 de Junho de 2016

VIDEO GAMES: Pode? Vicia?

 

“Mãe não sabe de nada! Ela só sabe pegar no meu pé e me proibir de jogar meus jogos preferidos”. Quem já não ouviu algo assim? Mas será que é mesmo? Será que nossa mãe não está coberta de razão? Mãe é meio psicóloga, não é? Mais que isso, ela é aquela que Deus colocou no nosso caminho para nos orientar, nos livrar de males, que talvez, nunca poderão ser corrigidos na nossa vida.

Muitas vezes, não queremos ser instruídos, avisados, e muito menos corrigidos. Proibidos? Nem pensar... Mas, e as conseqüências? Ah! Essas virão, mais cedo ou mais tarde. E quando estivermos sós, diante do enfrentamento da vida que nada tem a ver com a realidade dos tão extasiantes ‘vídeo games’, estaremos diante de um grande dilema:  a extrema dependência deste viciante instrumento de lazer, e a extrema distância do Altíssimo.

E vai ser talvez que justamente nessa hora, nesse momento, não haja ninguém para nos socorrer, senão, o nosso pecado a nos atormentar.

Perda de tempo. Hábito vicioso e que prejudica a saúde. Atitudes nervosas. Raivosas. Ligação dos jogos com a vida real. Mente conturbada. Sem foco preciso. Perda da noção do tempo. Das coisas e suas realidades, etc. É tudo isso e muito mais, o que acontece com aqueles que enfrentam horas em frente a uma tela; desses jogos, sejam quaisquer deles, pois existem poucos que poderiam ser jogados, mas mesmo esses poucos, são “viciantes”.

Distrair, heis a questão! E com tanta tecnologia, então, será difícil não encontrar uma casa que não tenha vídeo game. E dos mais modernos! Custam muito mais caros que uma TV. Um celular!  Mas há os que jogam pela internet, nos computadores,  nos celulares... Não tem saída: eles estão aí com toda a força.

E é tudo uma questão de escolha! Atender aos conselhos das mamis, ou entrar fundo “nesse paraíso” com final de “deserto”.

Vejamos aqui, alguns, desses vídeos games, que foram, e são ainda, muito preferidos pela galera e que são considerados extremamente nocivos a quem joga. Comecemos pelo, talvez, o mais sanguinário de todos, onde a chamada de um site para a participação dos jogadores é assim:  

Prepare-se para testar suas habilidades de tiroteio no Counter Strike Training Grounds! Escolha a sua pistola e prepare-se para explodir qualquer um que aparece. Seja rápido, seu inimigo está armado e eles estão prontos para levá-lo para a morte

A abril.com  nos levará a alguns desses jogos, que são pura inspiração demoníaca:

“Bombas, tiros e explosões aliadas a cenas gráficas ou enredos politicamente incorretos que poderiam estar em filmes de terror fazem dos videogames os principais suspeitos de influenciar jovens a cometerem crimes muitas vezes bárbaros.

Counter Strike  é um popular jogo de tiro em primeira pessoa no qual os jogadores se dividem em equipes de terroristas e anti-terroristas. No Brasil, chegou a ser proibido em 2008, por apresentar, segundo o juiz, 'estímulos à subversão da ordem social, atentando contra o estado democrático e de direito e contra a segurança pública.' No entanto, a proibição foi revogada no ano seguinte.

Outro jogo pornográfico pela Atari que causou polêmica: Beat 'Em & Eat 'Em. Nele, o jogador controla duas mulheres nuas, que devem alcançar o sêmen de um homem que está se masturbando.

Em Bully, o jogador entra no ambiente de uma típica escola norte-americana. O jogador pode fazer o que quiser, seja atormentar outros ou se vingar de valentões.

Custer's Revenge é talvez o jogo mais polêmico lançado para o sistema Atari. No game, o jogador precisa se desviar de flechas de índios para alcançar e estuprar uma mulher, também índia.

O racismo é a maior acusação feita contra o jogo Ethnic Cleasing, em que o jogador deve matar negros, latinos e judeus, incluindo na lista ninguém menos que Ariel Sharon, ex-ministro de Israel.

Poucos jogos renderam mais polêmica do que Grand Theft Auto, ou simplesmente GTA. O jogador tem liberdade para fazer o que quiser, incluindo matar, atropelar, contratar prostitutas e roubar carros. Não é preciso dizer que esse jogo foi considerada uma péssima influência para os jovens.

A morte do presidente norte-americano John F. Kennedy, em 1963, é parte importante da história dos Estados Unidos. O problema de JFK Reloaded é que ele tenta recriar a morte do político colocando o jogador no papel do assassino.

Lançado em 2006, Left Behind: Eternal Forces é um jogo de estratégia com fundo cristão. A idéia é converter outros por meio da fé ou da força. Por isso, o game foi acusado de incentivar a intolerância e a violência contra outras religiões.

Outra famosa franquia de jogos de tiro, Call of Duty: Modern Warfare 2, foi lançado em 2009. A polêmica ficou por conta de uma fase opcional do jogo: uma missão em que um jogador poderia optar por se unir à terroristas durante um massacre, num aeroporto.

Lançado em 2009, o quinto game da tradicional franquia Resident Evil não escapou da polêmica. Ao mostrar protagonistas brancos assassinando negros, o jogo foi considerado por muita gente como racista.

A invasão do Iraque pelos Estados Unidos foi polêmica por si só. O jogo Six Days in Fallujah causou revolta ao colocar o jogador dentro de uma batalha no Iraque. Até veteranos de guerra criticaram a idéia.

Em abril de 1999, Eric Harris e Dylan Klebold, dois estudantes, abriram fogo contra colegas no Instituto Columbine, nos

Estados Unidos. 15 jovens morreram no dia, incluindo os dois atiradores. O game Super Columbine Massacre RPG!, de 2005, causou polêmica mundial ao recriar o massacre e colocar o jogador no papel dos atiradores.

http://super.abril.com.br/cultura/12-videogames-que-geraram-polemica

COMENTANDO: Que vicia, vicia! Então retenhamos o que é bom o que é puro, o que agrada a Deus! Convenhamos: só pelos títulos e descrições acima, nenhum deles tem influência divina. E se não tem, não enfrentemos o que é demoníaco... Pagaremos  um alto preço se assim prosseguirmos. Muitos dos que jogam, às vezes são bons trabalhadores, mas em alguma área especifica de sua vida, ele é inoperante. Perde a percepção da realidade.

Podem ser pessoas que não conseguem ficar casadas. A sua lei, ali no casamento é a lei que ele conhece dos games. Carinho: inexistente.

Poderão também, ser completamente alienados, com assuntos tão naturais, e tão necessários, como a política, a religião, a fé, a razão da vida, a morte, etc

E de tanto vício e dificuldade perante a vida, foge para a fuga. E já pensou como será a vida de quem convive com um ser assim?

 

 
CATEGORIAS
RELACIONAMENTOS
ORAÇÕES
MODA
SAÚDE
VIAGENS E TURISMO
CASA ARRUMADA
NOTICIAS COMENTADAS
CONHECIMENTOS ATUAIS,GERAIS, RELIGIOSOS, ETC
MÚSICAS LINDAS
 
POSTS POPULARES
1 de Agosto de 2016
FREQUÊNCIA CARDÍACA
Palpitações. Uma sensação do coração saindo pela boca. Medo. Alegria. Raiva, Ódio... Parece que tudo mexe com nossos  batimentos, não ...
LEIA MAIS
25 de Dezembro de 2016
ÁCIDO ÚRICO E GOTA? ELIMINE-OS. APRENDA COMO!
Quem não sente dor nas emendas? Kkkkk. Ops, nas articulações? Há quem ache que seja reumatismo. Puro engano! Até pode ...
LEIA MAIS
29 de Março de 2016
LIMÃO: A CURA
Nunca pensei que num certo ponto de minha vida eu descobriria tantas qualidades no limão, inclusive do poder curador que ...
LEIA MAIS
4 de Janeiro de 2017
O CÂNCER PODE SER CURADO EM POUCAS SEMANAS: DR LEONARD COLDWELL
Que notícia boa! Até que enfim uma esperança para quem lida com a tal doença. Esse aí da foto é ...
LEIA MAIS
11 de Janeiro de 2017
CÂNCER TEM CURA: DR. LEONARD COLDWELL – PARTE 2 - C/VÍDEO
Gentem, em 2 a 16 semanas, a curaa! Pára tudooo! A natureza é mais forte que o Câncer!? Eu já ...
LEIA MAIS