SAÚDE
1 de Agosto de 2016

FREQUÊNCIA CARDÍACA

 

Palpitações. Uma sensação do coração saindo pela boca. Medo. Alegria. Raiva, Ódio... Parece que tudo mexe com nossos  batimentos, não é mesmo? De um minuto para o outro, se você medir, verá que, ora a freqüência cardíaca tá lá em cima; no minuto seguinte, lá em baixo. Quem não se preocupa com os seus batimentos cardíacos, né amores? Afinal eles são os responsáveis pelas nossas emoções... Batem forte. Mais forte. E também, menos forte.

Nessa matéria você vai aprender uns truquezinhos para amenizar a sua freqüência cardíaca, quando precisar. Porém, não se esqueça, sempre é bom consultar seu médico se começar a detectar alguma alteração em seus batimentos cardíacos. É sério! Eles podem te dizer muita coisa sobre o que está acontecendo com você.

​“A frequência cardíaca é a quantidade de vezes que o coração bate por minuto e o seu valor normal varia entre 60 e 100 batimentos por minuto. Porém, ela pode variar de oscilar com a idade, atividade física ou a presença de doenças cardíacas.

A frequência cardíaca normal de um recém-nascido até aos 2 anos é de cerca de 120 a 140 batimentos por minutos, dos 8 anos até à adolescência é de 80 a 100 batimentos cardíacos, em um adulto sedentário geralmente é entre 70 a 80 batimentos por minuto e em atletas ou idosos é de 50 a 60 batimentos por minuto.

COMO NORMALIZAR A FREQUÊNCIA CARDÍACA

Se a frequência cardíaca estiver alta, e o indivíduo sentir o coração acelerado, o que pode fazer para tentar normalizar as batidas no coração é:

- Ficar em pé e apoiar as mãos nas pernas e tossir com força 5 vezes seguidas;

- Respirar fundo e soltar o ar lentamente, como se estivesse apagando uma vela;         

- Fazer uma contagem decrescente, tentando se acalmar.         

Dessa forma a frequência cardíaca deverá diminuir um pouco, mas é necessário consultar o médico para verificar a causa e se é preciso fazer algum tratamento.

Algumas situações que podem alterar a frequência cardíaca são

- Emoções; temperatura corporal;     

- Uso de medicamentos; esforço corporal;

- Doenças cardíacas.

A seguinte tabela mostra a frequência cardíaca normal para homens que praticam atividade física:

 

 

entre 18 e 25 anos

entre 26 e 35 anos

entre 36 e 45 anos


Excelente

49 a 55 batimentos por minuto

49 a 54 batimentos por minuto

54 a 59 batimentos por minuto

Boa

57 a 61 batimentos por minuto

57 a 61 batimentos por minuto

60 a 62 batimentos por minuto

Abaixo da média

71 a 73 batimentos por minuto

72 a 74 batimentos por minuto

73 a 76 batimentos por minuto

 

Já a frequência cardíaca normal para mulheres que praticam atividade física deve ser:

 

entre 18 e 25 anos

entre 26 e 35 anos

entre 36 e 45 anos


Excelente

54 a 60 batimentos por minuto

54 a 59 batimentos por minuto

54 a 59 batimentos por minuto


Boa

61 a 56 batimentos por minuto

60 a 64 batimentos por minuto

62 a 64 batimentos por minuto


Abaixo da média

74 a 78 batimentos por minuto

75 a 76 batimentos por minuto

74 a 78 batimentos por minuto

 

Se a FC estiver acima dos valores mostrados na tabela, é aconselhado praticar exercícios regularmente porque isto melhora a capacidade cardíaca e assim o coração consegue bombear a mesma quantidade de sangue, com menos esforço.

Causas da frequência Cardíaca baixa.

A frequência cardíaca baixa, inferior a 60 batimentos por minuto, pode ocorrer devido ao envelhecimento ou ser apenas um efeito colateral de certos medicamentos para o coração, por exemplo. Porém, a FC baixa também pode indicar problemas cardíacos como bloqueio cardíaco ou disfunção do nódulo sinusal, principalmente se for acompanhada de tonturas, cansaço ou falta de ar.

Na presença de FC baixa, o indivíduo deve consultar um cardiologista para fazer exames ao coração, identificar a causa e iniciar o tratamento, se necessário.

Causas da frequência cardíaca alta:

A frequência cardíaca alta, superior a 100 batimentos por minuto, pode ser consequência da ingestão de grandes quantidades de álcool ou cafeína, no entanto, também pode ser indicativa de problemas do coração como insuficiência cardíaca ou doença cardíaca valvar, assim como de outras doenças como aterosclerose ou hipertensão.

Na presença de FC alta, o indivíduo deve consultar um cardiologista para fazer exames ao coração, identificar a causa e iniciar o tratamento, se necessário.

Como medir a frequência cardíaca

Para medir a frequência cardíaca pode-se colocar o dedo indicador e médio na parte lateral do pescoço, onde se sente os batimentos cardíacos e contar quantas pulsações se percebe durante 1 minuto. O cálculo também pode ser feito contando os batimentos até 15 segundos e multiplicando o resultado por 4.

http://www.tuasaude.com/frequencia-cardiaca/ doutora Maria Luiza Lima - cardiologista

 
CATEGORIAS
RELACIONAMENTOS
ORAÇÕES
MODA
SAÚDE
VIAGENS E TURISMO
CASA ARRUMADA
NOTICIAS COMENTADAS
CONHECIMENTOS ATUAIS,GERAIS, RELIGIOSOS, ETC
MÚSICAS LINDAS
 
POSTS POPULARES
1 de Agosto de 2016
FREQUÊNCIA CARDÍACA
Palpitações. Uma sensação do coração saindo pela boca. Medo. Alegria. Raiva, Ódio... Parece que tudo mexe com nossos  batimentos, não ...
LEIA MAIS
25 de Dezembro de 2016
ÁCIDO ÚRICO E GOTA? ELIMINE-OS. APRENDA COMO!
Quem não sente dor nas emendas? Kkkkk. Ops, nas articulações? Há quem ache que seja reumatismo. Puro engano! Até pode ...
LEIA MAIS
4 de Janeiro de 2017
O CÂNCER PODE SER CURADO EM POUCAS SEMANAS: DR LEONARD COLDWELL
Que notícia boa! Até que enfim uma esperança para quem lida com a tal doença. Esse aí da foto é ...
LEIA MAIS
11 de Janeiro de 2017
CÂNCER TEM CURA: DR. LEONARD COLDWELL – PARTE 2 - C/VÍDEO
Gentem, em 2 a 16 semanas, a curaa! Pára tudooo! A natureza é mais forte que o Câncer!? Eu já ...
LEIA MAIS
29 de Março de 2016
LIMÃO: A CURA
Nunca pensei que num certo ponto de minha vida eu descobriria tantas qualidades no limão, inclusive do poder curador que ...
LEIA MAIS