CONHECIMENTOS ATUAIS,GERAIS, RELIGIOSOS, ETC
10 de Dezembro de 2016

O DIA DAS BRUXAS (PARTE 3) c/vídeo de GUI CANDIDO

 

Até o cachorro aí da foto entrou  nessa festa? rsrsrs. Gatos pretos e bruxas!. Tumbas e fantasmas! Abóboras iluminadas... O que é que tem? Desenhos infantis, como Peppa Pig, Turma da Mônica, Clube do pica pau, e muitos outros, todos enfatizando o Dia das Bruxas. Legal, né? Nossas crianças merecem esse divertimento -  e os canais, mais IBOPE!  E o Google, então? Esse, entra na brincadeira e permite até,  aplicar efeitos em fotos. Que tal uma ‘bruxinha’ que pode ser sua filhinha segurando uma aranha enorme e horripilante? E a galera delira! Sites especializados ensinam fazer comidas especiais para esse dia: comidas estranhas e assustadoras. Sem contar os pães pretos com recheios parecendo uma mistura de sangue com comida. Então, vai encarar?

Todo brasileiro adora uma festa, não é? E não abre mão de uma festança que lhe deixe bem feliz e com a adrenalina a mil. Tem Carnaval, Cosme e Damião, Bumba meu Boi, Festas Juninas, Julinas, etc.  E agora, o Halloween. Mas, não só o Brasil, o mundo todo adora uma festa. Mas e o conhecimento sobre a tal festa? Haja vista que sem conhecimento a gente não tem a noção do que precisamos fazer nessa vida? Quanto mais, se acreditamos ou não, naquilo que ousadamente, nos colocam para ouvir e ver...  Então, vamos conhecer mais um pouco dessa tal comemoração?

“Foi na América que a abóbora passou a ser sinônimo de Halloween. No Reino Unido, o legume mais "entalhado" ou esculpido era o turnip, um tipo de nabo.

Uma lenda sobre um ferreiro chamado Jack que conseguiu ser mais esperto que o diabo e vagava como um morto-vivo deu origem às luminárias feitas com abóboras que se tornaram uma marca do Halloween americano, marcado pelas cores laranja e preta.

Foi nos Estados Unidos que surgiu a tradição moderna de "doces ou travessuras". Há indícios disso em brincadeiras medievais que usavam repolhos, mas pregar peças tornou-se um hábito nesta época do ano entre os americanos a partir dos anos 1920.

As brincadeiras podiam acabar ficando violentas, como ocorreu durante a Grande Depressão, e se popularizaram de vez após a Segunda Guerra Mundial, quando o racionamento de alimentos acabou e doces podiam ser comprados facilmente.

Mas a tradição mais popular do Halloween, de usar fantasias e pregar sustos, não tem qualquer relação com doces.

Ela veio após a transmissão pelo rádio de Guerra dos Mundos, do escritor inglês H.G. Wells, que gerou uma grande confusão quando foi ao ar, em 30 de outubro de 1938.

Ao concluí-la, o ator e diretor americano Orson Wells deixou de lado seu personagem para dizer aos ouvintes, que tudo não passava de uma pegadinha de Halloween,  e comparou seu papel, ao ato de se vestir com um lençol para imitar um fantasma e dar um susto nas pessoas”.

Fantasmas? Alguém já parou para pensar o que seja um fantasma?  “Fantasma, na crença popular, é a alma ou espírito de uma pessoa ou animal falecido que pode aparecer para os vivos de maneira visível ou através de outras formas de manifestação. Descrições de aparições de fantasmas variam no modo como estes se manifestam. A tentativa deliberada de contactar o espírito de uma pessoa morta é conhecida como necromancia,ou séance no espiritismo.

A crença em manifestações espirituais dos mortos é comum, datando do animismo ou veneração dos mortos em culturas pré-históricas. Determinadas práticas religiosas — ritos funerários, exorcismos, e alguns costumes do espiritualismo e da magia — são especificamente designadas para agradar os espíritos dos mortos. Fantasmas são geralmente descritos como essências solitárias que assombram um local, objeto ou pessoa em particular a qual estiveram ligados em vida, embora histórias a respeito de exércitos, trens, navios e até mesmo animais e números fantasmas tenham sido relatadas”  https://pt.wikipedia.org/wiki/Fantasma

E quanto ao Halloween moderno?

Do começo ao fim do mundo, geograficamente falando, ele está presente com seus adereços, fantasias e até nas igrejas, com um ar de que 'não tem nada demais'.  A celebração do Halloween, atualmente, segundo, Vacilius Lima dos Santos, em seu livro "Halloween - veneno com gosto de festa"/2002, diz:  "ainda é encarada como algo horrendo e perigoso, em nosso meio. Mas será que, com o passar do tempo, essa festa não será adaptada nas igrejas, sob o pretexto de atrair pessoas? Afinal, não é verdade que algumas das festas, que hoje são tão normais, tiveram uma origem totalmente pagã?

Touchê! Nos Estados Unidos e em alguns paises como o Brasil, essa prática já existe nas igrejas e é comparada como "cultura", tão somente. Toda adaptada!

Pois bem: Sua infiltração não encontra nenhum problema para entrar nos países, seja qual for o continente, e tem o poder de fazer o povo delirar".

Enquanto lá do outro lado do mundo: festivais, comemorações, palhaços assassinos, e até desfiles de moda. Tudo no clima!

“ O Festival de Halloween se popularizou e é comemorado até hoje na China.

Em 1920, Anaka-Minessota se intitulou a capital mundial de Halloween. Isso até hoje! Fazem desfiles glamorosos anualmente, para comemorar a tal data.

Hoje, o Halloween é o maior feriado não cristão dos Estados Unidos. Em 2010, superou tanto o Dia dos Namorados e a Páscoa como a data em que mais se vende chocolates. Ao longo dos anos, foi "exportado" para outros países, entre eles o Brasil.

Por aqui, desde 2003, também se celebra nesta mesma data o Dia do Saci, fruto de um projeto de lei que busca resgatar figuras do folclore brasileiro, em contraposição ao Dia das Bruxas.

Em sua "era moderna", o Halloween continuou a criar sua própria mitologia. Em 1964, uma dona de casa de Nova York chamada Helen Pfeil decidiu distribuir palha de aço, biscoito para cachorro e inseticida contra formigas para crianças que ela considerava velhas demais para brincar de "doces ou travessuras". Logo, espalharam-se lendas urbanas de maçãs recheadas com lâminas de barbear e doces embebidos em arsênico ou drogas alucinógenas.

Atualmente, o festival tem diferentes finalidades: celebra os mortos ou a época de colheita e marca o fim do verão e o início do outono no hemisfério norte. Ao mesmo tempo, vem ganhando novas formas e dado a oportunidade para que adultos brinquem com seus medos e fantasias de uma forma socialmente aceitável.

Ele permite subverter normas sociais como evitar contato com estranhos ou explorar o lado negro do comportamento humano. Une religião, natureza, morte e romance. Talvez seja este o motivo de sua grande popularidade”.

http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/10/151029_origem_halloween_rb

COMENTANDO: Nem Páscoa, nem Dia dos Namorados: a tal festa se tornou a mais importante de todas. Galera linda, é só uma questão de bom senso! Não se encontra manga num pé de jaca, não é mesmo? É a mesma relação: Não se encontra o que é bom numa festa como essa... Você viu que: “Hoje, o Halloween é o maior feriado não cristão dos Estados Unidos. Em 2010, superou tanto o Dia dos Namorados e a Páscoa, como a data em que mais se vende chocolates. Ao longo dos anos, foi "exportado" para outros países, entre eles o Brasil”. Celebrar mortos, se envolver com bruxas que são consideradas nesse contexto, como ajudantes de Satã, e caracterizá-las em suas crianças; a vassoura um instrumento de trabalho de cozinha servindo como instrumento de maldade e locomoção, não seria um bom motivo para se pensar melhor? Com maior responsabilidade?

Depois de saber o que significa “fantasmas” mesmo assim você caracterizaria seu filho(a) como um Gasparzinho?

Quer saber o que a Bíblia diz sobre esse assunto que mexe com os nervos das crianças e dos adultos? Então, não perca a parte 4.

Assista ao vídeo: “Cristãos Celebram o Halloween (Dia das Bruxas)?” com Gui Candido em seu próprio canal. Gui é cristã, esposa de Pastor  e mora nos Estados Unidos

 
 
CATEGORIAS
RELACIONAMENTOS
ORAÇÕES
MODA
SAÚDE
VIAGENS E TURISMO
CASA ARRUMADA
NOTICIAS COMENTADAS
CONHECIMENTOS ATUAIS,GERAIS, RELIGIOSOS, ETC
MÚSICAS LINDAS
 
POSTS POPULARES
1 de Agosto de 2016
FREQUÊNCIA CARDÍACA
Palpitações. Uma sensação do coração saindo pela boca. Medo. Alegria. Raiva, Ódio... Parece que tudo mexe com nossos  batimentos, não ...
LEIA MAIS
25 de Dezembro de 2016
ÁCIDO ÚRICO E GOTA? ELIMINE-OS. APRENDA COMO!
Quem não sente dor nas emendas? Kkkkk. Ops, nas articulações? Há quem ache que seja reumatismo. Puro engano! Até pode ...
LEIA MAIS
29 de Março de 2016
LIMÃO: A CURA
Nunca pensei que num certo ponto de minha vida eu descobriria tantas qualidades no limão, inclusive do poder curador que ...
LEIA MAIS
4 de Janeiro de 2017
O CÂNCER PODE SER CURADO EM POUCAS SEMANAS: DR LEONARD COLDWELL
Que notícia boa! Até que enfim uma esperança para quem lida com a tal doença. Esse aí da foto é ...
LEIA MAIS
11 de Janeiro de 2017
CÂNCER TEM CURA: DR. LEONARD COLDWELL – PARTE 2 - C/VÍDEO
Gentem, em 2 a 16 semanas, a curaa! Pára tudooo! A natureza é mais forte que o Câncer!? Eu já ...
LEIA MAIS